BEM VINDO




16 de set de 2010

Ensaio:
Letramento e Alfabetização

Entender e definir o conceito de letramento e alfabetização não é tão simples como se parece, para mim, isto se deve principalmente por se tratar de palavras do mesmo campo semântico e que, portanto, parecem significar a mesma coisa. Podem até ser palavras conhecidas, mas ainda não são completamente compreendidas pela maioria das pessoas. Por exemplo, conheço a palavra alfabetização desde criança, quando conheci também o alfabeto, visto que este é necessário para a alfabetização, mas nunca parei para refletir ou discutir, o sentido da palavra, o que é. Muito pior que isto, é com relação à palavra letramento, que mesmo sem ter uma definição formada para alfabetização, achava que letramento e alfabetização fossem, significassem a mesma coisa, além disso, a palavra letramento só veio fazer parte do meu repertório no sexto período do curso de Pedagogia.

Assim, poderia arriscar, e responder que alfabetização seria ensinar o alfabeto, e no extremo ensinar a ler e escrever, mas quanto a letramento, sem nem ao menos ter ouvido esta palavra mais do que uma ou duas vezes, como nos vem à mente letra, ligo imediatamente ao alfabeto, este me leva a alfabetização, portanto teria o mesmo significado.

Para ajudar a refletir, e assim, definir o conceito de alfabetização e letramento, precisamos conhecer os significados das palavras que estão ligadas a alfabetização e letramento, ou seja, fazem parte do mesmo campo semântico.

ALFABETIZAÇÃO

ALFABETIZAR/ ALFABETIZADO

ANALFABETISMO/ ANALFABETO

LETRAMENTO

LETRADO/ ILETRADO

ALFABETISMO

Vejamos as definições que aparecem no dicionário Aurélio:

analfabetismo: estado ou condição de analfabeto

a(n) + alfabet + ismo

-izar: sufixo;

indica: tornar, fazer com que.

Exemplos:

suavizar: tornar suave;

industrializar: tornar industrial

Alfabetizar é tornar o indivíduo capaz de ler e escrever.

Alfabetização: ação de alfabetizar

Alfabet + iza(r) + ção

-ção: sufixo que forma substantivos

indica: ação

Exemplos:

traição: ação de trair

nomeação: ação de nomear

Alfabetização é a ação de alfabetizar, de tornar "alfabeto".

É estranho o uso dessa palavra "alfabeto", na expressão "tornar alfabeto". É que dispomos da palavra analfabeto, mas não temos o contrário dela: temos a palavra negativa, mas não temos a palavra positiva.

É no campo semântico dessas palavras que conhecemos bem - analfabetismo, analfabeto, alfabetização, alfabetizar - que surge a palavra letramento. Como surgiu essa palavra e o que quer ela dizer? Existe no dicionário?

Encontrei no dicionário Aurélio as palavras letrado e iletrado:

Letrado: versado em letras, eruditoiletrado: que não tem conhecimentos literários

Portanto, uma pessoa letrada é igual a uma pessoa erudita, versada em letras (letras significando literatura, línguas); uma pessoa iletrada igual a uma pessoa que não tem conhecimentos literários, que não é erudita; analfabeta, ou quase analfabeta.

Neste sentido, os adjetivos letrado e iletrado não está relacionado com o sentido da palavra letramento.

A palavra letramento ainda não está dicionarizada, porque foi introduzida muito recentemente na língua portuguesa. Parece que a palavra letramento apareceu pela primeira vez no livro de Mary Kato: No mundo da escrita: uma perspectiva psicolinguística*., de 1986.

Ao buscar a origem da palavra letramento, encontra-se em Soares (1999), que a palavra é uma tradução para o portugues da palavra inglesa literacy. Segundo a autora os dicionários traduzem assim essa palavra:

literacy = the condition of being literate

littera + cy

palavra latina = letra -cy: sufixo, indica qualidade, condição, estado.
Exemplo: innocency: condição de inocente.

Segundo ela, traduzindo a definição acima, literacy é "a condição de ser letrado" - dando à palavra letrado" sentido diferente daquele que vem tendo em português. Em inglês, o sentido de literate é:

literate: educated; especially able to read and write (educado; especificamente, que tem a habilidade de ler e escrever).

Literate é, pois, o adjetivo que caracteriza a pessoa que domina a leitura e a escrita, e literacy designa o estado ou condição daquele que é literate, daquele que não só sabe ler e escrever com qualidade, mas também faz uso competente e freqüente da leitura e da escrita.

Há, assim, uma diferença entre saber ler e escrever, ser alfabetizado, e viver na condição ou estado de quem sabe ler e escrever, ser letrado (atribuindo a essa palavra o sentido que tem literate em inglês). Ou seja: a pessoa que aprende a ler e a escrever - que se torna alfabetizada - e que passa a fazer uso da leitura e da escrita, a envolver-se nas práticas sociais de leitura e de escrita - que se torna letrada - é diferente de uma pessoa que ou não sabe ler e escrever - é analfabeta - ou, sabendo ler e escrever, não faz uso da leitura e da escrita - é alfabetizada, mas não é letrada, não vive no estado ou condição de quem sabe ler e escrever e pratica a leitura e a escrita. Nessa concepção, letramento são as práticas sociais de leitura e escrita e os eventos em que essas práticas são postas em ação, bem como as conseqüências delas sobre a sociedade. Implícito neste conceito temos a ideia* de que a leitura e a escrita e a escrita, traz consequencias (* sociais, culturais, políticas, econômicas, cognitivas, linguisticas*), tanto para o grupo social ou para o individuo que aprende a usá-la.

Sabendo algumas definições destes dois termos, podemos agora ver algumas distinções básicas entre esses dois. Referente a isso Tfouni nos traz:

" A alfabetização refere-se à aquisição de escrita enquanto a aprendizagem de habilidades para leitura, escrita e as chamadas práticas de linguagem. Isso é levado a efeito, em geral, por meio do processo de escolarização e, portanto, da instrução formal. A alfabetização pertence, assim, ao âmbito do individual. O letramento, por sua vez, focaliza os aspectos sócio-históricos da aquisição da escrita. Entre outros casos, procura estudar e descrever o que ocorre nas sociedades quando adotam um sistema de escrita de maneira restrita ou generalizada; procura ainda saber quais práticas psicossociais substituem as práticas “letradas” em sociedades ágrafas". ( Idem, p.9).
A autora afirma essas diferenças mostrando o caráter individual do alfabetizado e o caráter social o letrado. Assim o conceito de letramento são as práticas sociais da leitura e escrita, o letrado possui palavras ou frases para usar na hora e no contexto correto, isso vai além da leitura e escrita, ou seja, para além da alfabetização. Mas é necessário deixar claro que apesar dessas diferenças, estes dois termos estão diretamente ligados, ou seja, um reflete diretamente no processo do outro.

Nesse sentido, a leitura e a escrita têm grande importância como prática social e cultural, e por isso, a criança (principalmente) precisa compreender a função social da escrita. Para isso ocorrer, é preciso que haja condições para o letramento, tais condições, que os alfabetizados, ou alfabetizandos, passem a ter em disposição, um ambiente de letramento, e entrar no mundo letrado, ou seja, um mundo em que as pessoas têm acesso aos livros, revistas e jornais, a bibliotecas e infocentros. Assim a aprendizagem de leitura e escrita terá mais significado para eles.

REFERÊNCIAS


SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

FERREIRA, Aurélio B. de Holanda. Dicionário da Língua Portuguesa. D.F: Nova Fronteira.

TFOUNI, Leda Verdiani. Letramento e alfabetização. São Paulo: Cortez, 2004

Nenhum comentário:

Postar um comentário