BEM VINDO




8 de set de 2010

A Educação

Educação

Etimologicamente, educar vem do latim educare, tirar de fora de, conduzir para, modificar um estado.

A educação existe desde que existe o homem, propriamente dito.

A linguagem, o trabalho, a origem da civilização e da sociedade organizada foram se alicerçando através de conhecimentos que cadfa povo foi adquirindo e pela transmissão destes conhecimentos que foram passadas de gerações para gerações.

As mudanças que foram ocorrendo em cada época trouxeram, a cada povo novas necessidades que desencadearam novos conhecimentos e métodos de passarem para as gerações futuras.

A educação informal está presente em todas as nossas relações. A educação passou a ser formal no momento que deixa de ser uma transmissão de conhecimentos de pais para filhos e passa a ter pessoas ou lugares próprios para essa finalidade.

Cada época demandou e demanda um tipo de educação e de conhecimentos específicos.

Em nossa sociedade contemporânea, ela se vê presente nas mais diversas formas, desde os mais primitivas como a família, a igreja, como nos meios mais atuais como a televisão, a mídia, computadores, imprensa em geral. Seu papel como educadora está em conduzir para uma homogeneização de gostos culturas, necessidades que massifica e conduz os indivíduos a uma alienação pretensiosa de manipulação de valores.

Neste jogo de disputas sobre as mentes humanas, a escola, como instituição formal da educação acaba tendo um papel desprivilegiado, e menos sedutor que seus concorrentes. O aluno acaba desconhecendo sua finalidade, função, pertence a ela de forma inconsciente.

O que o ensino tem realizado, porém, é a busca do conhecimento do todo pela via externa, ou seja, a realidade analisada fora de mim. O que a nova visão traz é a necessidade de se percorrer, também, o caminho inverso, isto é, recompor o todo como ele se configura em nós, em como ele nos configura, em nós encontrando suas contradições que são nossas, no que nos habilitaria a reconfigurar ao reconfigurarmo-nos, refazer ao refazermo-nos, por conhecer ao conhecermo-nos. TAVOLIERI, P.53)

Referências Bibliográficas

TAVOLIERI Filho, Renato. A Escola do Sentir – A Aliança Entre O Racional E O Emocional. Faculdade Federal de Santa Catarina. Tese de Mestrado em Engenharia de Produção. Florianópolis, 2000.

Nenhum comentário:

Postar um comentário