BEM VINDO




28 de ago de 2010

EDUCAR

Educar é, mais do que nunca, uma sublime missão que carrega em si algo de místico porque ultrapassa os limites da pura razão, da capacidade de compreensão humana.

É uma “arte” que desafia cotidianamente, obrigando-nos a assumir que somos eternos APRENDIZES, que começamos tudo de novo, todos os dias, em cada novo amanhecer.

Educar é criar as condições necessárias e propícias para que os alunos descubram seu centro e sua maneira própria de caminhar, desenvolvendo todo o seu potencial para buscar a sua realização pessoal, sua felicidade, contribuindo para que o mundo fique melhor e mais bonito com a sua presença.

Educar vai além, infinitamente, da mera transmissão de conhecimentos conteudistas e enfadonhos. Se fosse somente isso, educar não seria tão complexo.

Trata-se de buscar a essência do encontro entre as pessoas envolvidas no processo educacional. O resultado desse encontro será o DESEJO dos alunos de trilharem caminhos que apontem para o Bem, o Belo, o Justo, o Ético, o Estético, o Espiritual, o Respeito, o Nobre, o Desafio, o Potencial. Caminhos que possibilitem novos encontros e novas relações para promoverem a Autonomia, a Vitória, a Esperança, a Fraternidade, a Solidariedade, a Harmonia, o Equilíbrio, o Bom senso, a Atitude e a Paz...

Educar é ajudar os alunos a prepararem-se para a vida e não somente para uma “prova” ao final do mês, vivendo desafiadora e intensamente todos os momentos de encontros e reencontros, conscientes dos seus limites e de suas potencialidades pessoais.

Educar é desejo, sonho, medo, utopia e plenitude. É amar, sobretudo, de um jeito único, saudável e profético que vivencia e denuncia tudo aquilo que não traz consigo o perfume suave e delicado do AMOR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário